Newsletter

© 2023 por Cidade dos Cuidados. 

  • Siga-nos no Facebook
  • Ana Margarida Matos

Avós e netos: como o amor pode ser o melhor remédio

Ser avô é ser pai duas vezes.



Lá diz o ditado que ser avô é ser pai duas vezes, mas a verdade é que há algumas diferenças nesta fase especial na vida dos adultos. Sem dúvida que os avós serão uma das melhores companhias para as aventuras de criança, pois não serão tão severos como os pais, cedem facilmente – mesmo no que às guloseimas diz respeito; são mais flexíveis; têm mais tempo livre; mais paciência; mais experiência e atenção; e possuem uma infinidade de histórias para contar e conselhos para partilhar. Brincar e sair com os avós é saudável e recomendável pois, deste modo, criam-se laços que ficam para a vida.



Todos sabemos que o envelhecimento da população é uma realidade incontornável. Segundo um estudo recente da revista científica Nature, a proporção de pessoas com mais de 60 anos vai triplicar durante este século, passando de 10%, em 2000, para 32%, em 2100. No entanto, se há algo de positivo com as novas tecnologias é que a própria medicina e cuidados a doentes e seniores também melhora, possibilitando um aumento da qualidade e vida. É neste contexto que surge o tempo dos avós e bisavós, com plenas capacidades e saúde para terem uma vida ativa e poderem ser úteis à família.





Benefícios para os netos

Orientação

Das descobertas da infância às transformações constantes no período da adolescência – crescer não é fácil! E é aqui que o papel dos avós se pode revelar como fundamental em termos de orientação de todos estes altos e baixos. A melhor forma de o fazer? Como os avós tão bem sabem: com carinho, amor, compreensão e atenção – tudo isto ajudará a que a criança se sinta segura e protegida.


Formação da Personalidade

A presença constante de determinadas pessoas na vida da criança que forneçam bons exemplos e oportunidades vai influenciar, sem dúvida, na formação da personalidade, tendo em conta que é precisamente nos primeiros anos da infância que são delineadas as principais características e traços de cada indivíduo.


Respeito pelos mais velhos

Ter contacto com os membros seniores da nossa sociedade ajuda a criar a consciência de que é preciso respeitar os mais velhos, bem como entender melhor as diferenças entre faixas etárias e as respetivas limitações.

Benefícios para os avós


Redução dos sintomas de depressão

Uma boa relação entre avós e netos tem benefícios para ambas as gerações, mas, no caso da população sénior, poderá ajudar a reduzir os sintomas de síndromes depressivos. Além disso, a convivência com crianças ajuda a que os avós recordem com saudosismo os seus tempos de infância e crescimento, servindo de exemplo para os mais novos.

Avós mais ativos

O contacto com a criança é, normalmente, de tal forma descontraído e relaxado, que os avós se tornam em pessoas mais ativas, sentindo-se, igualmente, mais úteis, através de idas ao parque e à praia, por exemplo.

Mais conhecimentos

Os netos podem ensinar os avós sobre as particularidades da sociedade moderna, nomeadamente a trabalhar com novas tecnologias, demonstrar e explicar novas formas de vestir e percecionar pequenas mudanças que melhorem o quotidiano.


É claro que haverá sempre doenças e sintomas inerentes ao avançar da idade. No entanto, a presença de crianças na vida dos idosos pode ter efeitos benéficos que vão muito além da compreensão médica.

2 visualizações
  • Black Facebook Icon