Newsletter

© 2023 por Cidade dos Cuidados. 

  • Siga-nos no Facebook
  • Ana Margarida Matos

Comportamentos dos Cuidadores que favorecem a autonomia dos idosos

Com o avanço da idade, o idoso começa a ter algumas dificuldades para executar algumas tarefas rotineiras que nos parecem simples. Por exemplo, preparação da alimentação, vestir, higiene pessoal, banho, entre outras atividades da vida diária. Estas alterações são próprias do envelhecimento e o comportamento dos cuidadores neste âmbito é muito importante para favorecer a independência dos idosos para a realização destas atividades. Estas atividades até podem levar mais tempo a serem realizadas por parte da pessoa idosa, mas quanto mais ela fizer, melhor será para ela e menos desgaste para o Cuidador.



Quando o Cuidador se defronta com as dificuldades, é muito importante fazer estas tarefas COM o idoso e não PELO idoso.


Dica: vestir ou despir

Mesmo que a pessoa idosa já tenha perdido um pouco a sua independência, sempre que possível, incentive-a a escolher a sua roupa! É muito importante o idoso cuidar de si próprio, dê-lhe a oportunidade de escolher as cores e o tipo de vestuário que mais lhe agrade. Apenas supervisione, pois poderá precisar de ajudar na combinação das cores ou no tipo de roupa mais adequada para a estação do ano em questão.

É importante usar roupas simples, práticas e no cumprimento adequado para evitar o risco de quedas. Evite roupas com muitos botões ou presilhas pois dificultam a tarefa da pessoa para abri-los ou fechá-los. Quanto aos sapatos, dever privilegiar os que têm sola antiderrapante, de salto baixo e que, em vez de cordões, tenham um elástico na parte superior para ser mais fácil calçar/descalçar.

Em caso de pessoas com deficit cognitivo, organize as roupas de acordo com a ordem em que a pessoa irá vesti-las:

1- Cuecas

2- Meias

3- Camisa ou blusa

4- Calças ou saia

5- Cinto

6- Sapatos

7- Casaco

Dê as indicações, uma de cada vez, de forma simples e precisa. Se vir que é necessário demonstre como fazer para que a pessoa consiga realizar melhor a tarefa.


Dica: alimentação

Existem alguns aspetos que podem dificultar esta atividade devido a alguma perda de coordenação motora, tremor das mãos, dentes em mau estado de conservação ou distúrbios de comportamento. Para problemas motores existem alguns adaptadores para talheres, ventosas para pratos e copos que podem ajudar.

É importante ter cuidado ao servir a comida verificar se a temperatura está adequada (nem muito quente, nem muita fria). Dê tempo para que a pessoa idosa consiga comer de forma tranquila, afinal a refeição deverá ser um momento prazeroso. Pode ser necessário orientar de forma simples as várias etapas para comer “ pegue na colher”, “coloque a comida”,” leve a colher à boca”, “mastigue”, “engula”.

Se o idoso recusar comer com frequência, é importante procurar a ajuda do médico, pois em caso avançados de doença de Alzheimer, pode ser necessário administrar a alimentação através de sonda.


Dica: Banho

O banho do chuveiro deve ser acompanhado, mas a pessoa idosa deverá ser incentivada a lavar-se sozinha, sempre que possível. Muito importante preparar todo o material necessário antes do banho e verificar a temperatura da água antes da pessoa entrar no chuveiro. Ao longo do banho, orientar a pessoa e auxiliar a pessoa apenas nas partes em que tiver mais dificuldade. Após o banho, é muito importante secar bem o corpo, principalmente entre os dedos e as dobras do corpo e colocar hidratante.

Por vezes a pessoa pode recusar-se a tomar banho e, nestes caso, o Cuidador tem que ter uma atitude determinada para a realização desta tarefa sem entrar em confronto. Não coloque entraves se a pessoa gostar mais de tomar banho da parte da tarde em vez da parte da manhã. O importante é que tome banho na altura em que se sinta melhor, pois será também uma forma de criar este hábito e irá permitir ao Cuidador organizar-se em termos de horários e facilitar o seu trabalho.

2 visualizações
  • Black Facebook Icon